No seu aniversário, pensei em te escrever algo como: “hoje é seu dia, mas, pra mim, todos os dias são seus!” Agora, se tem um dia do...

Queria chamar esse dia de seu...



No seu aniversário, pensei em te escrever algo como: “hoje é seu dia, mas, pra mim, todos os dias são seus!” Agora, se tem um dia do meu calendário que eu gostaria, de verdade, em especial, que fosse seu, esse dia é o de hoje – sem me referir apenas ao hoje em tempo presente (também), mas ao hoje 21 de junho, digamos assim, se me permite.
Já faz um tempo que os meus dias te pertencem, não porque eu esteja ou queira estar ao seu lado a todo momento – Muito pelo contrário. Quero que continuemos livres, para percebermos que, mesmo com toda a liberdade e com um mundo inteiro lá fora, ainda nos escolhemos para ocupar um espacinho na vida do outro. Mas, podemos ser livres juntos. Aliás, que ironia, não há lugar onde eu me sinta mais livre do que ao teu lado. Porque é você quem me conhece por inteira, me despe até a alma, e continua aqui, com as minhas qualidades e com os meus defeitos.
Acho que o amor é isso, você encontrar a liberdade dentro do outro, e eu encontrei em você. Você pode encontrar isso em mim também ( sabe), se já não encontrou, porque eu te aceito com todos os seus defeitos, que são pequenos perto das suas qualidades. Nada vai ser mais forte do que a vontade que eu tenho de estar ao seu lado e, principalmente, de ser quem eu sou quando estou ao seu lado. É você que me faz ser alguém melhor, ou simplesmente ser o que eu preciso ser: eu mesma.
Mesmo que não estejamos sempre juntos, os meus dias são seus, sim, porque te carrego comigo aqui dentro. Em tudo o que sou e faço tem um pouquinho de você, do que me ensinou a ser e do que pretendo ser para me tornar alguém melhor. E ser alguém melhor, meu amor, não tem graça nenhuma se não for pra ser com você.



Veja também

Nenhum comentário: