— Se você gostava tanto dele por quê terminou? — Nem tudo chega ao final porque a gente quer. Algumas vezes é só porque precisamo...

Infelizmente não dá mais...




— Se você gostava tanto dele por quê terminou?
— Nem tudo chega ao final porque a gente quer. Algumas vezes é só porque precisamos colocar um ponto final.
— Eu não entendo.
— Tem horas que nem eu sei.
— É que, sei lá amiga, vocês se amavam tanto...
— Não amiga, a gente ainda se ama tanto. Por mais louco que seja. A gente se ama. E isso infelizmente não é o suficiente.
— Tem de ser, liga pra ele.
— Não posso.
— Claro que pode!
— Não. E talvez você não entenda. Talvez ninguém entenda. Mas eu simplesmente não posso mais estar com ele.
— Por quê?
— Porque juntos nós nos destruímos. Nos quebramos em mil pedacinhos impossíveis de colar, entende?
— Não muito bem...
— Por mais que eu queira e saiba com certeza que ele quer na mesma intensidade, nós também sabemos que o nosso amor não foi feito pra viver um felizes para sempre, porque ele é tão forte, mas tão forte, que acabamos enfraquecendo um ao outro.
— Mas o amor vence tudo!
— Vence, exceto quando é ele que te destrói. Não dá pra curar uma ferida usando a mesma coisa que te causa dor.
— Então é o fim de você? Você tem certeza da sua decisão?
— Certeza? Não, mas também não é isso que importa, é que outra coisa que eu não tenho é escolha. Ou a gente acaba, ou acabamos um com o outro.


Veja também

Nenhum comentário: